Farroupilha
(54) 3261-5897
zapa@comerciozapa.com.br
São Leopoldo
(51) 3091-2701
saoleopoldo@comerciozapa.com.br
  • Empresa com mais de

    15 anos de atuação
  • Confiança para a

    sua empresa

Escrito por: Zapa Equipamento de Segurança

Como evitar riscos ocupacionais

Todos os trabalhadores estão diariamente expostos a situações de insegurança, perigos ou riscos, e para os evitar ou reduzir os níveis de exposição é necessário compreender quais os riscos ocupacionais associados aos diversos meios de exposição envolvidos na atividade industrial e laboral ocupada.

Existem perigos em diferentes níveis e para garantir a segurança dos trabalhadores é importante identificar e classificar os riscos ocupacionais conforme recomendações e requisitos estabelecidos pelas Normas Regulamentadoras (NR’s) 09 – Avaliação e Controle das Exposições, 15 – Atividades e Operações Insalubres e a agência americana ACGIH.

Quais os riscos ocupacionais?

São considerados riscos ocupacionais qualquer situação em que um elemento (máquinas, produtos químicos, ruído, etc.) ou circunstância (horas de trabalho excessivas, falta de uso de EPI, EPC, arranjo, configurações inadequadas, etc.) relacionados ao ambiente de trabalho pode causar danos à saúde, seja por acidentes de trabalho, doenças ocupacionais ou sofrimento social ou psicológico dos trabalhadores, ou ainda pela poluição do meio ambiente.

Os riscos podem surgir de ruídos, vibrações, temperatura, vapores, iluminação, seres vivos, instrumentos de trabalho, postura inadequada e outras causas, entre outras coisas. E é função dos profissionais de saúde e segurança ocupacional desenvolver diretrizes, programas ou medidas de prevenção eficazes para eliminar ou reduzir os limites de exposição do trabalhador.

A Inspeção do Trabalho divide os riscos ocupacionais em 5 tipos ou categorias, que são definidos de acordo com o patógeno, fonte e / ou meio de propagação da seguinte forma:

 Riscos físicos

 Esses são todos os riscos que requerem ar como conduíte para se propagar, em oposição aos riscos biológicos e químicos que dependem do contato direto com o trabalhador. Nesse caso, apenas os riscos físicos são a causa, como:

 - Ruído;
Vibrações;
Calor;
Umidade;
Frio;
Pressão;
Radiação.

Riscos químicos

 O risco químico é um tipo de risco ambiental (ao qual o trabalhador está exposto no ambiente de trabalho), assim como os riscos físicos e biológicos, mas o risco químico se refere à probabilidade de o trabalhador se expor a agentes químicos ativos, geralmente prejudiciais à saúde.

 Os princípios ativos químicos, que podem ser sólidos, líquidos e gasosos, são classificados de acordo com seu efeito, os mais comuns são:

 - Asfixiantes;
Anestésicos;
Toxinas;
Carcinógenos.

Riscos biológicos

 Risco biológico é a possibilidade de um trabalhador entrar em contato com um patógeno biológico. A seguir, destacamos os mais importantes agravos à saúde do trabalhador causados ​​por agentes biológicos, frequentemente encontrados em ambientes de trabalho (hospitais, laboratórios clínicos, fazendas, canteiros de obras, etc.).

Bactérias: Podem causar desde uma infecção alimentar a até mesmo doenças graves como pneumonia, tuberculose e meningite.

Vírus: Causam nos trabalhadores desde simples resfriados a doenças como, hepatite, sarampo, caxumba e em casos mais extremos, doenças pandêmicas como HIV, Ebola e a nova COVID-19.

Fungos: Os fungos existentes no ambiente de trabalho podem ser causadores de micoses, candidíase, dentre outros tipos.

Protozoários: Os protozoários existentes no ambiente de trabalho podem causar desde problemas no intestino a doença de chagas.

Riscos ergonômicos

 Riscos ergonômicos são aqueles que surgem quando um trabalhador desempenha sua função e / ou utiliza seus instrumentos em condições inadequadas. Situações que podem evoluir para vários problemas de saúde, como:

- Lesão por Esforço Repetitivo (LER);
Estresse;
Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORTs);
Surdez (Temporária ou permanente).

Riscos mecânicos

 Os riscos mecânicos são os riscos associados à falta de organização, limpeza, procedimentos operacionais e segurança ocupacional (SSO) no ambiente de trabalho e manutenção dos equipamentos, máquinas e / ou ferramentas utilizadas, que normalmente estão presentes devido a deficiências na manutenção, treinamento e / ou seu uso inadequado.

Riscos mecânicos surgem de efeitos mecânicos, os mais importantes e mais comuns são:

 - Precauções físicas inadequadas;
Máquinas e equipamentos sem proteção adequada;
Ferramentas inadequadas ou com defeito;
Instalações elétricas ruins;
Risco de queda;
Risco de incêndio e explosão;
De animais peçonhentos;
Armazenamento impróprio.

Avaliação dos Riscos Ocupacionais

Para reduzir ou eliminar os riscos ocupacionais no ambiente de trabalho, é necessário que os profissionais de segurança e saúde ocupacional os identifiquem e classifiquem de acordo com os requisitos e métodos definidos pelas NRs. A identificação e classificação ocorre em função do risco por meio de avaliações qualitativas e quantitativas.

Qualificação: A qualificação consiste em verificar a existência do risco. Em termos simples, a qualificação é determinar se há um risco no meio ambiente e qual é esse risco.

Quantificação: Ao identificar é necessário quantificar o risco; medir a intensidade ou concentração dos funcionários no ambiente de trabalho, por exemplo, se o risco ocupacional de ruído for identificado, a intensidade desse ruído é medida em decibéis. Parâmetro que é usado para referenciar o nível de exposição dos trabalhadores e para tomar medidas preventivas relacionadas a EPI, processos de trabalho, intervalos de descanso, frequência de exames, etc.

Dependendo do risco, a quantificação necessária só se torna prejudicial quando a concentração / intensidade está acima dos limites permitidos, criando um ambiente de trabalho insalubre.

O ideal é que os trabalhadores não sejam expostos a nenhum tipo de risco durante a jornada de trabalho, porém em algumas profissões não há como eliminar completamente os riscos e nesses casos a prevenção é extremamente necessária.

Como você pode prevenir riscos ocupacionais?

Segurança ocupacional tem tudo a ver com evitar riscos ocupacionais. Ao identificar os perigos e realizar as avaliações, medidas preventivas devem ser tomadas dependendo do tipo de risco identificado.

Por exemplo, ao identificar um patógeno que pode ser transportado pelo ar, devem ser utilizadas máscaras; ao identificar o risco de um trabalhador ser cortado em uma serra, devem ser usadas luvas, etc. Porque se os riscos não forem mitigados pela prevenção, eles podem levar a acidentes.

Os meios de prevenção mais importantes e eficientes são a eliminação de riscos através da utilização de engenharia, a implementação de medidas de proteção coletiva (EPCs), medidas administrativas para adequação do horário de trabalho, utilização de EPI, cursos de formação, eventos de conscientização como SIPAT e DDS, cuidados ergonômicos e diversos outros da equipe do SESMT e PCMSO recomendaram ações.

 

Comentários

Deixe seu comentário

Este site utiliza cookies para auxiliar na sua navegação, melhorar sua experiência como usuário, melhorar o conteúdo de nosso site, direcionar conteúdo de marketing a você, fazer análises e relatórios estatísticos sobre o uso do site, conectá-lo com as mídias sociais, tudo para te proporcionar a melhor experiência possível. Para saber mais sobre cookies, acesse a nossa Política de Privacidade.